ADUFSJ

Docentes das IFE intensificam mobilização e marcam novo dia de paralisação

Uma agenda intensa de atividades, com paralisação nacional no dia 21 de maio, foi uma das deliberações da reunião do Setor das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) do ANDES-SN, que reuniu em Brasília, no último final de semana (26 e 27), representantes de 43 seções sindicais. A Caravana da Educação Federal, na próxima terça-feira (6) e a Marcha a Brasília, no dia seguinte também integram o calendário de lutas aprovado. Para o período de 12 a 16 de maio está prevista uma semana de mobilização local nas Instituições Federais.

A decisão sobre o período de deflagração da greve, com base no resultado da rodada de assembleias gerais das Seções Sindicais, foi remetida para a próxima reunião do Setor das Ifes, que acontece nos dias 24 e 25 deste mês.
“Foi uma das maiores e mais densas reuniões do Setor das Ifes. Fizemos uma cuidadosa avaliação da conjuntura, das audiências com o Ministério da Educação e do resultado das assembleias gerais. A orientação do Setor é intensificar a mobilização, fortalecendo as assembleias, aprofundando o debate sobre a greve, reforçando as pautas locais, a partir da articulação com a pauta nacional de negociação em curso”, explicou  Marinalva Oliveira, presidente do ANDES-SN. A reunião contou com a presença de 70 docentes, sendo 63 representantes de 43 seções sindicais e sete diretores nacionais.
De acordo com Marinalva, o Setor das Ifes também orientou a constituição de fóruns locais articulados, se possível, com os técnico-administrativos e estudantes, no que diz respeito a precarização das condições de trabalho e funcionamento das Instituições Federais de Ensino. “Devem ser montados mini-dossiês contendo descrição sumária das carências locais de cada IFE e paralisação dos docentes no dia 21 de maio, com atividades de mobilização e vigília à reunião com o MEC, prevista para às 16 horas desse dia”, comentou. Leia aqui o relatório da reunião.
Unidade na ação
Durante a reunião, representantes da Fasubra e Sinasefe apresentaram informes dos movimentos grevistas protagonizados pelas entidades. Os técnico-administrativos das Universidades Federais estão em greve desde 17 de março, enfrentando a truculência de alguns reitores, que cortaram ponto dos trabalhadores que aderiram ao movimento e judicializaram a greve da categoria.
Os docentes e técnicos das IFE representados pelo Sinasefe iniciaram a paralisação no dia 21 de abril e instalaram o Comando Nacional de Greve em Brasília neste final de semana. Segundo balanço da entidade, trabalhadores de instituições de mais de dez estados já integram a greve.
Uma comissão de garis, trabalhadores da Comlurb do Rio de Janeiro, também visitaram a reunião do setor das Ifes para compartilhar a experiência do movimento grevista organizado pela categoria durante o carnaval e declararam o apoio à luta dos docentes das Federais.
Confira a agenda de mobilização e luta:
29/04 Audiência do Espaço Unidade de ação com Gilberto Carvalho às 16 horas;
01/05: Participação nos atos do Dia do Trabalhador;
06/05: Caravana da Educação Federal a Brasília;
07/05: Marcha dos SPF a Brasília;
Entre os dias 12 a 16 de maio: Rodada de Assembleias gerais, incluindo na pauta a paralisação do dia 21 de maio.
De 12 a 16 de maio: Semana de Mobilização Local - Constituição de fóruns locais articulados, se possível, com os técnicos e estudantes no que diz respeito a precarização das condições de trabalho e funcionamento da instituição. Devem ser montados mini-dossiês contendo descrição sumária das carências
15/05: Dia Nacional de luta contra as remoções da copa e ações policiais de restrição ou cerceamento a livre manifestação da população; 
21/05: Mesa de reunião Sesu/MEC e ANDES-SN, às 16 horas;
21/05: Paralisação nos locais de trabalho;
Entre os dias 22 e 23 de maio: Rodada de Assembleias Gerais, incluindo na pauta greve nacional dos docentes das IFE e intensificação da mobilização na categoria;
24 e 25 de maio: próxima reunião do Setor das Ifes.
 
 
Fonte: ANDES-SN

Voltar

Conveniados

                             
                   
ml>